quarta-feira, julho 11, 2007

Olhar, Morte e Tempo.



Não temas
O meu olhar,
A minha morte,
O Tempo.
Pois, meu olhar
É um céu;
Minha morte é a Vida.
Meu Tempo é minha Consciência
Que transita pela Vida e pela Morte.
Não temas, amada.
Vive comigo e morro em teus braços;
Olha-me e te elevarei ao Céu;
Espera-me, pois o Tempo me trará a ti.


Awmergin, o Bardo
Pintura: "Ask Me No More", por Sir Lawrence Alma-Tadema (Dutch, 1836-1912)
Data: 1906

3 comentários:

Marcela disse...

Se existe algo que penso que não devemos temer JAMAIS, é o amor e a morte... Pois isso chega para todos...
:)

Awmergin, o Bardo disse...

Porque temer a morte? Porque temer o amor?
Da morte pouco ou nada sabemos... porque temer o desconhecido?
E o Amor... temer algo de que ninguém, nem os Deuses, podem fugir!!!
Insanidade é o temor ao Amor e à Morte.

Lady Vania de Tróia disse...

Querido Bardo,
Que meus olhos possam acariciar sempre cada contorno lançado sobre o Olhar,morte e tempo...porque estes tres elementos flui de forma incisiva na existência de cada um de nós.
Viva o Imaginário,que nos abre a porta da curiosidade e do conhecimento.
Evoé.