terça-feira, julho 20, 2010

Amigo.



Awmergin dedica este cântico silencioso a todos os seus amigos, estejam onde estiverem,na condição em que se encontrarem, em todos os países e raças. O Bardo não os dinstingue, ele os ama e sabe que todos são UM.



Amigo, tu és meu irmão porque eu decidi
Que assim seria.
Eu absolutamente não me importo
Com a tua origem, se tu tens dinheiro
Ou não; tampouco me importa
A tua cor de pele e o país onde
Tu nasceste ou a língua que falas.
Igualmente não distinguo
Teu credo e a religião que professas.
Pois, o que nos une é um elo
Mais sutil, poderoso e claro
Do que qualquer diferença
Cultural, histórica e ilusória
Concebida pela sociedade.
Eu te amo pelo que és em ti mesmo.
Eu sou menos sem ti.
Eu sou o que sou - em parte -
Porque és comigo.
Em verdade, eu e tu não existimos...
Eu e tu somos... um só ser,
Manifestados de formas diversas.
Aquilo o que somos provém de uma
Mesma e infinita Fonte.
Nada é meu, e tudo é nosso.
Se tenho alguma riqueza,
Faço dela uma dádiva tua também.
Pois, que seria desta riqueza
Se dela só eu fizesse uso
E dela gozasse?
Mas, eis que descobri o segredo:
A partilha é o dom.
Sou o que sou por tua causa,
Pois em mim há de ti também.
E em ti há algo de mim.
Forjamo-nos um ao outro;
No convívio, descobrimo-nos.
Sem ti o que seria eu?
Algo menos do que sou...
Menos rico, menos pleno, menos humano.
Não é a primeira vez que cá,
Nesta terra, nos encontramos...
Podes não te recordar do fato,
Mas longa é a nossa jornada juntos.
Eu e tu já nos encontramos tantas vezes!
Quantas aventuras e penas já sofremos
E superamos juntos?!
Perdem-se nas brumas espessas do tempo...
E certamente não é a ultima vez
Que nos encontraremos.
O elo inquebrantável que nos une
É eterno: eu e tu mergulharemos
No Oceano infinito e sem fundo
Novamente e ali retornaremos
Ao Absoluto. Um dia,um dia...
Mas, a hora ainda não chegou.
Por isso eu te convido:
Vem, senta-te aqui ao meu lado.
Proseemos e sorvamos este vetusto
Vinho envelhecido nos odres
De nossas Almas.
Estende o cálice de teu coração
E embriaga-te comigo em
Nosso banquete fraternal.

Awmergin, o Amigo

Os direitos autorais são protegidos
pela lei nº 9610/98,
violá-los é crime estabelecido pelo
artigo 184 do Código Penal Brasileiro.

2 comentários:

Tânia C. disse...

MEU QUERIDO AMIGO, VOCE SABE QUE MESMO DISTANTE ESTOU AQUI.
UM BEIJO
TANIA
http://tania-arte.blogspot.com/

Chardoux disse...

Lindo! Emocionante demais! =)