quinta-feira, julho 05, 2007

Casamento Alquímico


Eu te amo, Amada!
E o que há entre nós é tão sagrado!
Essa união com elo Invisível
É pura magia.
Desde que te conheci, prole maravilhosa
Nasceu de nós dois:
Eu inoculei em ti o sêmen de Fogo
E tu concebeste Filhos para nós.
Produzimos muito um para o outro.
Um Casamento Alquímico,
Em que o nosso Elixir é a Poesia,
O Elixir que nos dá a Vida
E a Pedra Filosofal dessa Imortalidade
Que alenta nossas almas é
Esse Amor nos eleva e que, por vezes, faz-nos germer
Os ossos da alma humana.
Tanta gente já coheci nessa Terra rotunda
Mas tu, tu não me sais da Vida
Porque não permito.
És tesouro custodiado
Dentro de minha urna;
És rara flor de meu jardim,
Dileta flor;
És cisne branco em meu lago cristalino,
Cisne que baila, quando me recolho
Na floresta de solidão.

Awmergin, o Bardo

4 comentários:

Marcela disse...

E esse sentimento que gera o casamento, é a coisa mais linda que Deus criou não!?

Awmergin, o Bardo disse...

Amor é a potência magna, querida Marcela. Amor é a potestade divina; a ponte que une os seres entre si; Amor é a força que faz com que vejamos não muitas coisas, mas a apensa UM em TUDO.

enza disse...

quanto mi piacerebbe capire quello che scrivi!!! dev'essere veramente bello! T'abbraccio awmergin...

Awmergin, o Bardo disse...

Dear Enza,
I was missing you here, at my poetic garden!
As I said a time ago... I could not buy a italian grammar yet, but I can uderstant a little about your language :)
Would you like to write me or take a talk by MSN?
You may take my e-mail/MSN in my blog proflie, if you wish.
Thank you for you visit!