segunda-feira, março 19, 2007

Amor, a potestade.



Amor é a potência que une a tudo e a todos.
Amor não é uma concepção filosófica
Nem uma inspiração poética.
Amor nos possui, não nós a Ele.
Contudo, minha cara, muita tinta
Já foi gasta por irmãos filósofos
E poetas na tentativa de descrever
Os mistérios relativos ao Amor.
A pena de escrever se parte
E a tinta se gasta nesta tentativa.
Amor se intui, não se racionaliza.
Amor se vive e nos eleva,
Pois ele é Pteros, ou seja,
Eros alado, o deus de asas.

Awmergin, o Bardo

"Psiquê e Cupido", date: 1889
Pintura de William Bouguereau (França 1825-1905)

2 comentários:

Bel(a) disse...

Oi bardoooo, muito bonito seu blog viu?! A mensagem de amor é linda!
creio q o amor nada mais seja que uma doação completa e sem reservas!
Bjoooo grandeeee

suzuca disse...

Oi, Bardo!!! Vim te convidar para ir em meu blog, coloquei um texto do Vini lá.. Vem tomar um cafezinho com a gente? (rs)
beijo no coração