quarta-feira, novembro 07, 2007

A Linguagem dos Pássaros.



Dentre todos os sonhos e aspirações possuídos pelo homem, creio, que o de voar seja não só o mais antigo, como também aquele almejado com mais ardência e paixão.
A humanidade sempre ergueu a cabeça e voltou os olhos para os céus em busca de respostas e como um ato de veneração, mas também com um profundo desejo de explorar o reino dos ares.
Nós, seres humanos, sempre invejamos as aves por sua inata capacidade de vôo, por seu balé aéreo. Sempre sonhamos acordados, estar bailando pelos ares etéreos como se fôssemos nossos irmãos alados, os pássaros.
A mim sempre exerceram grande fascínio as aves. E desde que eu era ainda um menino, punha-me a observar tão belos seres. Contemplava-os como se fossem mensageiros de Deus. Costumava imitá-los em seus cânticos e assovios como se conversássemos. Por vezes, cheguei a crer que me compreendiam os Sabiás matutinos, os Bem-te-vis matreiros e as Corujas piantes da madrugada.
Com o tempo, aprendi a linguagem dos pássaros e eu comecei a compreendê-los em seus cânticos, pios e assovios. Eu aprendi a falar e a cantar com o Coração.
Os pássaros falam apenas de Sentimento e somente os compreende aquele que é iniciado nos mistérios do Templo do Amor. Pois, o Amor dá asas ao amante e as aves reconhecem-no como um dos seus. E sendo aceito na Confraria de Seres Alados, é o amante capaz de comunicar-se na língua dos pássaros e haurir todos os seus segredos.

Awmergin, o Bardo – in:
"O Dom de Voar", págs. 7 e 8
Fotografia: "Getting Ready For Landing" de Janine Linning

3 comentários:

Vampira Olímpia disse...

Estou ausente de seu Cantinho né?
Amei seu texto. Belo!
Beijoooooooooos

Lady Vania de Tróia disse...

Querido...
Quanto me encantas com teus belos textos, fragmentados sob o alicerce da vida,da natureza,do amor.Um prazer vir sempre aqui no teu jardim e descansar minha alma em tuas palavras profundas,amplas e s�bias.
Celebro-te!!

murgacosta disse...

Fiquei encantanda com a sensibilidade que você descreve a vida, o amor, a liberdade e a busca do Eu.
Parabens.