quarta-feira, fevereiro 28, 2007

Tuas Lágrimas são meu Tesouro.


Eu irei aparar tuas

Lágrimas com o cálice

De meu coração

Como o fez José de Arimatéia

Com o sangue de Cristo.

Deixa que tuas lágrimas rolem

Pelas tuas faces.

Eu as custodiarei

Dentro de mim e por elas

Velarei como um sacro tesouro.


Awmergin, o Bardo

3 comentários:

suzuca disse...

Oi Bardo! Bom receber uma visita sua! A Laís me ensinou a colocar youtube em blog, disse que vc a ensinou, coloquei um no meu. Vc é o primeiro a saber disso! ahahahahahahhaha
Chora não, mas se chorar, estou aqui. beijo no coração

Castelo da Vampira Olímpia disse...

Boa noite!
Chorar faz bem, mas faz melhor para quem chora quando pode contar com um ombro como o seu...
beijos

Laura disse...

Teu afeto é meu consolo, meu poeta amado!
Beijos mil!
Eu te amo!